sicnot

Perfil

Mundo

Polícia chinesa detém 171 pessoas por tráfico de crianças

A polícia chinesa deteve 171 pessoas por suspeitas de tráfico de crianças. Nas últimas semanas foram resgatadas 64 crianças. 

© Damir Sagolj / Reuters

A investigação que começou no final do ano passado envolve seis gangues de seis províncias chinesas, onde são comuns os raptos de crianças ou o recrutamento de mulheres grávidas, dispostas a vender os recém nascidos.

O inquérito ainda está em curso, mas as autoridades chinesas já disseram que vão adoptar medidas mais pesadas para punir não só os pais que estão dispostos a vender os filhos, mas também quem quer comprar as crianças.

  • Polícia resgata 12 bebés e deteve duas mulheres por tráfico na Tailândia

    Mundo

    A polícia tailandesa resgatou 12 bebés e deteve duas mulheres em buscas realizadas em Banguecoque, por suspeita de tráfico de crianças. As mulheres terão recebido dinheiro para serem submetidas a fertilizações in-vitro para que os bebés fossem depois vendidos. O pagamento terá sido feito por um japonês que já terá fugido da Tailândia. Uma das mulheres deu à luz dois gémeos e a outra um dos doze bebés que a polícia encontrou num condomínio privado, em Banguecoque. Os casos de tráfico de bebés na Tailândia ganharam recentemente mais projeção depois de ter vindo a público que um casal de australianos, que recorreu a uma barriga de aluguer no país, abandonou um dos gémeos que a mulher concebeu por ter Síndrome de Down.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.