sicnot

Perfil

Mundo

EUA acusam Rússia de preparar aumento de presença militar na fronteira ucraniana

Os Estados Unidos acusaram esta semana a Rússia de se preparar para aumentar a presença militar na fronteira com a Ucrânia e de concentrar a maior quantidade de equipamentos de defesa aérea no leste ucraniano, desde o verão passado.

De acordo com os Estados Unidos, apesar do cessar-fogo estipulado nos acordos de Minsk, a Rússia continua a enviar armamento pesado para o leste da Ucrânia. (Arquivo)

De acordo com os Estados Unidos, apesar do cessar-fogo estipulado nos acordos de Minsk, a Rússia continua a enviar armamento pesado para o leste da Ucrânia. (Arquivo)

© Ints Kalnins / Reuters

Washington acusa as forças russas e os separatistas ucranianos de realizarem treinos cada vez mais complexos na região.

De acordo com os Estados Unidos, apesar do cessar-fogo estipulado nos acordos de Minsk, a Rússia continua a enviar armamento pesado para o leste da Ucrânia.

Entretanto, Moscovo veio também acusar Washington de ter enviado 300 militares para a Ucrânia para treinar o exército nacional. O Pentágono já desmentiu e garante que a Rússia está a tentar desviar as atenções sobre a sua atividade na região.
  • G7 garantem que não vão isolar Rússia
    2:27

    Mundo

    A Cimeira do G7 chegou ao fim com os responsáveis pela diplomacia dos países mais industrializados do mundo a admitirem que ninguém tem interesse em isolar a Rússia. O conflito na Ucrânia foi um dos assuntos em análise neste encontro, na cidade alemã de Luebeck, onde voltaram a ouvir-se protestos.

  • "Oposição angolana deve atualizar-se"
    0:53

    Mundo

    Alexandra Simeão, antiga vice-ministra da Educação em Angola, mostra-se surpreendida com a rapidez das mudanças introduzidas por João Lourenço no país. A analista política disse ainda à SIC que estas mudanças são uma oportunidade para a oposição angolana se profissionalizar e atualizar.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27