sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 27 pessoas morreram durante confrontos no Iémen

Pelo menos 27 pessoas morreram no sul do Iémen durante os combates entre os rebeldes xiitas e os aliados do Presidente no exílio Abd Raboo Mansur Hadi, afirmaram os responsáveis do governo local.

© Stringer Shanghai / Reuters

Os confrontos começaram na madrugada de hoje, nas cidades de Dhaleh e Loder, segundo as mesmas fontes.

Pelo menos quatro combatentes pró-Hadi e seis rebeldes huthi foram mortos em confrontos durante a madrugada na cidade de Daleh, ao norte da cidade de Aden, informou um militar. Outros oito rebeldes foram mortos numa emboscada.

Mais a leste, em Loder, milícias leais ao Governo mataram nove rebeldes num ataque com granadas lançadas por foguetes, segundo um funcionário do Governo na cidade.

Também houve confrontos pesados em Aden, com aviões de guerra da Arábia Saudita a atacar as posições rebeldes, apesar do anúncio da coligação, na terça-feira, de que tinham terminado os ataques aéreos.

Os alvos incluíam o palácio presidencial, agora controlado pelos rebeldes.

Os rebeldes xiitas huthis tomaram Sana, a capital do país, em janeiro, antes de avançar para o sul.

Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU adotada em 15 de abril pressiona os huthis a negociarem e a retirarem-se dos territórios que conquistaram, impondo-lhes ainda um embargo de armas. 

Uma coligação liderada pela Arábia Saudita está a promover ataques aéreos contra os rebeldes desde 26 de março.


  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.