sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 27 pessoas morreram durante confrontos no Iémen

Pelo menos 27 pessoas morreram no sul do Iémen durante os combates entre os rebeldes xiitas e os aliados do Presidente no exílio Abd Raboo Mansur Hadi, afirmaram os responsáveis do governo local.

© Stringer Shanghai / Reuters

Os confrontos começaram na madrugada de hoje, nas cidades de Dhaleh e Loder, segundo as mesmas fontes.

Pelo menos quatro combatentes pró-Hadi e seis rebeldes huthi foram mortos em confrontos durante a madrugada na cidade de Daleh, ao norte da cidade de Aden, informou um militar. Outros oito rebeldes foram mortos numa emboscada.

Mais a leste, em Loder, milícias leais ao Governo mataram nove rebeldes num ataque com granadas lançadas por foguetes, segundo um funcionário do Governo na cidade.

Também houve confrontos pesados em Aden, com aviões de guerra da Arábia Saudita a atacar as posições rebeldes, apesar do anúncio da coligação, na terça-feira, de que tinham terminado os ataques aéreos.

Os alvos incluíam o palácio presidencial, agora controlado pelos rebeldes.

Os rebeldes xiitas huthis tomaram Sana, a capital do país, em janeiro, antes de avançar para o sul.

Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU adotada em 15 de abril pressiona os huthis a negociarem e a retirarem-se dos territórios que conquistaram, impondo-lhes ainda um embargo de armas. 

Uma coligação liderada pela Arábia Saudita está a promover ataques aéreos contra os rebeldes desde 26 de março.


  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43