sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 20 "jihadistas" mortos nos arredores de Kobani

Pelo menos 20 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico morreram em combates nos últimos dias nos arredores da localidade curda síria de Kobani, junto à fronteira com a Turquia, informou hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

© Umit Bektas / Reuters

Os extremistas envolveram-se com as forças curdas das Unidades de Proteção do Povo e outros grupos rebeldes sírios aliados, notícia a agência EFE.

O grupo Estado Islâmico infiltrou-se numa zona situada a oeste de Kobani, recorrendo a lanchas para atravessar o rio Eufrates e dando origem aos confrontos.

Durante os combates, que se desenrolaram em três aldeias próximas da povoação de Shuyuj Tahtani, perderam também a vida cinco milicianos curdos.

De acordo com a EFE, a aviação da coligação internacional lançou vários bombardeamentos contra os botes dos 'jihadistas' e contra grupos de radicais que se encontravam junto à margem do rio.

As Unidades de Proteção do Povo expulsaram a 06 de março passado o grupo Estado Islâmico dos arredores de Kobani, após travarem a sua tentativa de avanço sobre a cidade.

A cidade de Kobani foi, entre 16 de setembro de 2014 e 26 de janeiro passado, o alvo de uma ofensiva do grupo Estado Islâmico durante a qual morreram mais de 2.000 pessoas, na sua maioria 'jihadistas', segundo o Observatório.



Lusa
  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.