sicnot

Perfil

Mundo

Navio da empresa Maersk desviado para o Irão pela marinha iraniana

Um cargueiro da empresa Maersk com pavilhão das ilhas Marshall foi hoje desviado junto ao estreito de Ormuz para um porto iraniano pela marinha do Irão, anunciou o Pentágono.

Pelo menos cinco navios iranianos ordenaram ao Maersk Tigris, que não tinha cidadãos norte-americanos a bordo, que se dirigisse para a ilha iraniana de Larak, indicou a mesma fonte, precisando que os Estados Unidos estão a acompanhar de perto a situação.

O capitão do cargueiro "rejeitou" a ordem e um dos navios iranianos "disparou tiros" de advertência sobre a proa do Maersk Tigris, disse o porta-voz do Pentágono, coronel Steven Warren.

O navio mercante "obedeceu então à ordem iraniana e seguiu para águas iranianas perto da ilha Larak", acrescentou Warren. 

O Comando Militar Central Norte-Americano enviou um contratorpedeiro para a zona e caças militares estão a observar a situação, referiu. 

Segundo o Pentágono, o contratorpedeiro recebeu ordens "para avançar rapidamente para a localização mais próxima do Maersk Tigris".

O incidente ocorreu pelas 09:00 TMG (10:00 de Lisboa) no estreito de Ormuz, em águas territoriais iranianas.

O confronto surgiu numa altura em que estão elevadas as tensões na região, depois de a Arábia Saudita e os seus aliados do Golfo realizarem ataques aéreos no Iémen contra os rebeldes 'huthi', apoiados pelo Irão.

Os Estados Unidos estão a fornecer informações secretas e reabastecimento de combustível em voo à coligação liderada pelos sauditas.

Lusa

  • Rebeldes sírios e Daesh confrontam-se na cidade de Al-Bab
    0:44

    New Articles

    Depois da operação militar da Turquia na cidade síria Al-Bab, os rebeldes sirios retomam os confrontos diretos com militantes do Daesh. Foram hoje reveladas imagens publicadas numa rede social, que mostram a cidade de Al-Bab, um dos principais alvos dos combates entre a Turquia e o aliados ocidentais, o Daesh e alguns dos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Al-Assad.