sicnot

Perfil

Mundo

Navio da empresa Maersk desviado para o Irão pela marinha iraniana

Um cargueiro da empresa Maersk com pavilhão das ilhas Marshall foi hoje desviado junto ao estreito de Ormuz para um porto iraniano pela marinha do Irão, anunciou o Pentágono.

Pelo menos cinco navios iranianos ordenaram ao Maersk Tigris, que não tinha cidadãos norte-americanos a bordo, que se dirigisse para a ilha iraniana de Larak, indicou a mesma fonte, precisando que os Estados Unidos estão a acompanhar de perto a situação.

O capitão do cargueiro "rejeitou" a ordem e um dos navios iranianos "disparou tiros" de advertência sobre a proa do Maersk Tigris, disse o porta-voz do Pentágono, coronel Steven Warren.

O navio mercante "obedeceu então à ordem iraniana e seguiu para águas iranianas perto da ilha Larak", acrescentou Warren. 

O Comando Militar Central Norte-Americano enviou um contratorpedeiro para a zona e caças militares estão a observar a situação, referiu. 

Segundo o Pentágono, o contratorpedeiro recebeu ordens "para avançar rapidamente para a localização mais próxima do Maersk Tigris".

O incidente ocorreu pelas 09:00 TMG (10:00 de Lisboa) no estreito de Ormuz, em águas territoriais iranianas.

O confronto surgiu numa altura em que estão elevadas as tensões na região, depois de a Arábia Saudita e os seus aliados do Golfo realizarem ataques aéreos no Iémen contra os rebeldes 'huthi', apoiados pelo Irão.

Os Estados Unidos estão a fornecer informações secretas e reabastecimento de combustível em voo à coligação liderada pelos sauditas.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Governo garante que programa de ajuda alimentar será executado em 2017
    2:56

    País

    O Governo não executou o programa europeu que, no ano passado, apoiou 400 mil portugueses e é acusado de ter desperdiçado este ano 28 milhões de euros em ajuda alimentar. O ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, garante que o programa será executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação.

  • Sol e calor teimam em ficar para o Natal
    1:50

    País

    Com o Natal à porta, o sol teima em ficar um pouco por todo o país. Até a norte as temperaturas estão altas para esta época do ano com o distrito do Porto a rondar os 18 graus.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47