sicnot

Perfil

Mundo

Nepal decreta três dias de luto nacional

O primeiro-ministro do Nepal, Sushil Koirala, decretou hoje três dias de luto nacional em memória das vítimas do forte sismo que afetou no sábado aquele país e que provocou, até ao momento, mais de 5.000 mortos.

© Navesh Chitrakar / Reuters

"Em memória dos nepaleses, dos irmãos e das irmãs estrangeiras, dos idosos e das crianças que perderam a vida no sismo mortífero, decidimos observar três dias de luto nacional a partir de hoje", afirmou Sushil Koirala, durante uma intervenção transmitida pela televisão, na qual também agradeceu aos doadores internacionais que prestaram ajuda ao povo nepalês. 

Segundo o mais recente balanço do Ministério do Interior nepalês, hoje divulgado, o número oficial de mortos na sequência do sismo situa-se nos 5.057.

O forte abalo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, também fez 10.915 mil feridos, precisou, em declarações à agência francesa, o responsável pelo departamento de gestão de catástrofes do ministério nepalês, Rameshwor Dangal.

As autoridades nepalesas informaram ainda que existem, até ao momento, mais de 450 mil deslocados internos.

O anterior balanço dava conta de 4.358 vítimas mortais e de 8.174 feridos.

O sismo foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros da capital nepalesa de Katmandu.

O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias. Quase cem réplicas, com uma intensidade que oscilou entre 4 e 6 graus, foram sentidas depois do sismo.

As operações de resgate no Nepal continuam a estar dificultadas por causa das más condições meteorológicas e pelas grandes carências deste país asiático para responder a um desastre destas dimensões. 

Os trabalhos de resgate também estão a ser uma corrida contra o tempo. A Equipa de Coordenação e Avaliação de Desastres das Nações Unidas (UNDAC) alertou que o tempo se está a esgotar para encontrar pessoas com vida.

Arjun Katoch, membro da UNDAC, referiu, em declarações à agência espanhola EFE, que é pouco provável que as pessoas se mantenham vivas após mais de 96 horas debaixo dos escombros, prazo que é hoje atingido.

O sismo de sábado foi o de maior magnitude registado no Nepal nas últimas oito décadas e o pior que a região viveu nos últimos 10 ano, desde que, em 2005, um forte abalo causou uma tragédia de grandes dimensões em Caxemira, com mais de 84.000 mortos.

Lusa
  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.