sicnot

Perfil

Mundo

Um morto e 90 feridos em choque de comboios na África do Sul, não há registo de portugueses

Um maquinista morreu hoje e pelo menos 90 pessoas ficaram feridas quando dois comboios suburbanos chocaram em Joanesburgo, disseram responsáveis sul-africanos.  O secretário de Estado das Comunidades disse não ter informações de portugueses envolvidos no acidente.

Os comboios eram provenientes da capital sul-africana, Pretoria (Reuters/ Arquivo)

Os comboios eram provenientes da capital sul-africana, Pretoria (Reuters/ Arquivo)

© Rogan Ward / Reuters

"Até ao momento, não tenho informações de portugueses envolvidos" no acidente de comboio em Joanesburgo, disse José Cesário à agência Lusa.

"Os paramédicos, juntamente com vários serviços, chegaram ao local do acidente onde os comboios bloqueavam totalmente a via férrea", disse Russel Meiring, porta-voz do grupo paramédico ER24. 

"Metal retorcido e bocados das carruagens estavam espalhados por todo o local", acrescentou. 

A agência 'online' News24 disse que o maquinista morreu quando o seu comboio embateu numa composição parada. 

As equipas de socorro conseguiram libertar uma mulher presa nos destroços e levada de helicóptero para o hospital. 

"Temos 90 feridos", disse a porta-voz do Metrorail Lillian Mofokeng à agência noticiosa francesa AFP. 

Os comboios eram provenientes da capital sul-africana, Pretoria, e chocaram numa estação em Denver, um subúrbio a leste de Joanesburgo. 


Lusa
  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.