sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela reduz horário de trabalho para poupar energia eléctrica

A Venezuela anunciou hoje que vai reduzir o horário de trabalho dos funcionários públicos de oito para seis horas para reduzir o consumo elétrico, que aumentou nos últimos dias devido a uma onda de calor.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"Analisámos e chegámos ao acordo de que a maior parte da administração pública nacional vai passar a ter um horário contínuo de seis horas de trabalho", anunciou o vice-presidente da Venezuela, Jorge Arreaza.

O anúncio foi feito através do canal estatal Venezuelana de Televisão, onde Jorge Arreaza explicou que nos últimos dias se têm verificado temperaturas muito elevadas, levando as pessoas a usarem mais os aparelhos de ar condicionado.

"Ontem [segunda-feira], em Maracaibo [uma cidade a oeste do país], a perceção térmica era de 45 graus Celsius, hoje dizem-nos que é superior", disse.

O vice-presidente da Venezuela adiantou que vão ser feitas inspeções para confirmar o cumprimento do horário de trabalho e verificar o uso eficiente e consciente dos equipamentos que consomem eletricidade.

Jorge Arreaza acrescentou também que estão em análise medidas de poupança de energia para serem aplicadas pelos grandes consumidores privados, nomeadamente centros comerciais, hotéis, estabelecimentos e algumas indústrias.

O anúncio das medidas ocorre depois de alguns analistas terem chamado a atenção para a descida do nível das águas na barragem de El Guri, a principal do país, e de alegados problemas de manutenção do sistema elétrico venezuelano.



Lusa
  • PS acusa PSD e CDS de falta de agenda política
    1:01

    Caso CGD

    O PS considera o anúncio desta nova comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos um ataque doentio de PSD e CDS ao ministro das Finanças, que visa apenas desviar as atenções dos bons resultados da economia portuguesa. O deputado socialista João Paulo Correia diz que falta agenda política aos partidos de direita.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.