sicnot

Perfil

Mundo

Mãe apanha filho no motim de Baltimore e bate-lhe em público

Mãe apanha filho no motim de Baltimore e bate-lhe em público

Toya Graham é já considerada a "Mãe do Ano". Surpreendeu o filho, no motim, em Baltimore, e deu-lhe um sermão e umas quantas chapadas. Foi tudo filmado por uma estação de televisão e o video já se tornou viral.

Toya Graham mãe de seis, solteira. Assistia, em casa, pela televisão, à fúria dos que protestavam contra a morte de um jovem negro, às mãos da polícia.

Saltou da cadeira e voou para a rua assim que viu o filho, Michael, de 16 anos, a atirar pedras aos agentes de autoridade.

Não demorou muito até o identificar.  Arrastou-o para fora da multidão, furiosa, tirou-lhe o capuz, puxou-o por uma orelha, deu-lhe umas quantas chapadas e levou-o para casa. Ao mesmo tempo gritava: "O que se passa contigo? Desaparece já daqui!".

Foi tudo gravado por uma estação de televisão local, a WMAR. As imagens foram colocadas nas redes sociais e já se 
tornaram virais. Toya está já a ser apelidada de "Mãe do Ano".

"No Facebook os amigos dizem ao Michael: não deves ficar zangado com a tua mãe, mas sim dar-lhe um abraço", conta Toya Graham à cadeia norte-americana CBS.  

"Fiquei chocada, zangada, porque não queremos ver os nossos filhos a fazerem isso". Toya Graham diz-se contra a violência. Não concorda com o que se está a passar nas ruas de Baltimore porque "não é assim que vamos conseguir justiça para Freddy Gray" e não quer ver o filho a passar pelo mesmo.

Os distúrbios começaram na segunda-feira após o funeral de um jovem afro-americano em Baltimore, estado de Maryland (leste dos Estados Unidos). 

Vários agentes da polícia ficaram feridos nos distúrbios e foram efetuadas mais de duzentas detenções. 
Durante o motim veículos foram  incendiados, prédios danificados e lojas saqueadas.

O caso voltou a reacender o debate sobre a discriminação racial e a atuação da polícia norte-americana. 
  • Habitantes de Baltimore tentam voltar à normalidade
    2:39

    Mundo

    Depois de uma noite de violência, os habitantes de Baltimore tentam voltar à normalidade. A maioria da população condena os acontecimentos que levaram a que fosse decretado o estado de emergência na cidade norte-americana. A revolta explodiu depois do funeral de um jovem negro que morreu depois de ter sido detido.

  • Português relata situação de caos vivida em Baltimore
    1:11

    Mundo

    Um português que estuda há três anos numa universidade de Baltimore, Raúl Saraiva, está praticamente sem sair de casa, depois de ter sido decretado recolher obrigatorio. Foi declarado estado de emergência em Baltimore, nos Estados Unidos, para restaurar a ordem na cidade do Estado de Maryland. Registaram-se violentos confrontos entre a polícia e dezenas de manifestantes depois do funeral de um jovem negro que morreu no dia 19 quando estava sob custódia policial.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.