sicnot

Perfil

Mundo

Dez condenados a 25 anos de prisão por envolvimento no ataque a Malala

Um tribunal paquistanês condenou 10 homens a 25 anos de prisão por envolvimento no ataque de 2012 à jovem ativista Malala Yousafzai, conhecida por fazer campanha contra os esforços talibãs para negar educação a raparigas.

© Suzanne Plunkett / Reuters

Os talibãs paquistaneses reinvindicaram a responsabilidade do atentado que aconteceu quando Malala ia da escola para casa, em Swat, no noroeste da capital, Islamabad. A polícia acredita que o atirador escapou através da fronteira para o Afeganistão.

Estas foram as primeiras condenações do ataque.

Recorde-se que Malala ficou gravemente ferida e foi levada de helicóptero para a Grã-Bretanha, onde vive agora. Dois outros estudantes ficaram feridos.

Desde então, Malala tornou-se uma embaixadora global do direito à educação para todas as crianças. Ganhou, por isso, o Prémio Nobel da Paz em 2014.

Malala O militantes paquistaneses dos talibã reinvindicaram a responsabilidade do atentado que aconteceu quando Malala ia da escola para casa em Swat, no noroeste da capital, Islamabad. A polícia acredita que o atirador escapou através da fronteira para o Afeganistão.

Estas foram as primeiras condenações do ataque.

Recorde-se que Malala ficou gravemente ferida e foi levada de helicóptero para a Grã-Bretanha, onde vive agora. Dois outros estudantes ficaram feridos.

Desde então, Malala tornou-se uma embaixadora global do direito à educação para todas as crianças. Ganhou, por isso, o Prémio Nobel da Paz em 2014.

Malala Yousafzai não pode regressar à sua terra natal por causa de ameaças de morte dos talibã.

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49