sicnot

Perfil

Mundo

Dois jovens presos por matarem ex-miss Venezuela

Dois rapazes, um com 15 e outro com 17 anos, foram presos por matarem a antiga miss Venezuela e o ex-marido.

LESLIE MAZOCH

Os jovens foram condenados a quatro anos por assassinarem Monica Spear e Thomas Henry Berry. A mulher, de 29 anos e o homem, de 39, estavam de férias na Venezuela quando o ataque aconteceu entre Puerto Cabello e Valencia, em janeiro de 2014, segundo o site da  Sky News.

Foram mortos com tiros em frente à filha de cinco anos, Maya, que também ficou ferida numa perna com os disparos durante a tentatica de roubo.

Monica Spear foi Miss Venezuela em 2004 e viveu, até à morte, nos Estados Unidos, onde tinha uma carreira como atriz.

O site espanhol da ABC.es noticiou que o casal estava a tentar voltar depois de dois anos de separação.
  • Programa "Panorama BBC" acompanha jovem candidata a Miss Venezuela
    2:16

    Mundo

    Mais de quinze milhões de pessoas assistem todos os anos à transmissão em direto da eleição da Miss Venezuela. O programa "Panorama BBC", que é exibido na SIC Notícias, viajou até Caracas e acompanhou Sheila, uma entre as muitas centenas de jovens que transformam a cara e os corpos na esperança de conquistar o título.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.