sicnot

Perfil

Mundo

Galeria australiana retira retrato do Presidente indonésio

A galeria nacional de retratos da Austrália decidiu retirar uma imagem do Presidente indonésio Joko Widodo depois da execução de dois australianos, condenados à pena capital por tráfico de droga.

© Beawiharta Beawiharta / Reute

Andrew Chan, 31 anos, e Myuran Sukumaran, 34 anos, foram executados esta semana na Indonésia depois de condenados à morte por tráfico de droga após terem sido detidos no âmbito de uma operação contra o chamado "Bali Nine", um grupo de tráfico de heroína.

Além dos dois australianos, foram executados ainda outros cinco estrangeiros, incluindo o brasileiro Rodrigo Gularte, e um indonésio.

Angus Trumble, diretor da galeria, justificou a retirada do retrato de Widodo com a pressão sentimental existente após as execuções.

"Tendo em conta as circunstâncias e a avaliação do risco de danos na obra de arte, decidi remover o retrato da exibição pública", salientou.

As autoridades australianas tentaram demover a Indonésia da execução, mas Jacarta ignorou os apelos e cumpriu as sentenças.



Lusa