sicnot

Perfil

Mundo

Uma em cada seis espécies animais ameaçada pelas alterações climáticas

Uma espécie animal em cada seis pode desaparecer em resultado das alterações climáticas, se prosseguir o atual ritmo das emissões de dióxido de carbono, alertaram na quinta-feira cientistas norte-americanos, que apelaram à ação urgente. 

© Ognen Teofilovski / Reuters

"Os resultados do estudo sugerem que os riscos de extinção vão intensificar-se com a subida das temperaturas do globo, estando ameaçadas até 16% das espécies animais se não houver mudança das políticas atuais", sublinhou Mark Urban, um investigador do Departamento de Ecologia e Biologia da Universidade do Connecticut, o autor principal deste  estudo publicado quinta-feira na revista Science.

Este cientista analisou 131 estudos incidentes sobre o impacto das alterações climáticas na fauna e flora, realizados em várias regiões do mundo e com recurso a diferentes métodos. 

Foi constatado que a perda de biodiversidade se acelera por cada grau Celsius (ºC) de aumento da temperatura. 

Na hipótese de um aumento de apenas dois graus Celsius das temperaturas mundiais até ao final do século, em relação à era pré-industrial, a ameaça de extinção incide sobre 5,2% das espécies, contra 2,8% atualmente. 

Se a subida da temperatura for de 3ºC no mesmo período, a percentagem sobe para 8,5 e se aumentar 4,3ºC então seria de 16% a quantidade de espécies animais ameaçadas. 

Na perspetiva da conferência internacional sobre o clima, que se vai desenrolar em Paris, em dezembro, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, alertou na quarta-feira que "há muito pouco tempo para evitar consequências graves para o planeta". 

Para o chefe da ONU, "os dados científicos são claros, o clima já está a mudar e a atividade humana é a principal causa desta evolução". 


Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.