sicnot

Perfil

Mundo

Israel aconselha judeus a não viajar para Tunísia devido a ameaças terroristas

O Governo do Estado de Israel disse hoje que o país suspeita de "ameaças concretas" de ataques terroristas contra alvos judaicos ou israelitas na Tunísia por ocasião de uma festa judaica que se comemora na quinta-feira.

© Ammar Awad / Reuters

"A informação indica que há planos para ataques terroristas contra israelitas ou judeus na Tunísia", refere um comunicado do gabinete do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, citado pela AFP.

As ameaças estão ligadas à festa judaica Lag BaOmer, que será celebrada a 7 de maio próximo, adianta o comunicado do Governo israelita, instando os judeus a não visitarem a Tunísia durante a festa.

Milhares de peregrinos visitam os túmulos de rabinos famosos na altura de Lag BaOmer, incluindo na Tunísia, na ilha de Djerba, onde existe uma das últimas comunidades judaicas no mundo árabe.

Vários milhares de judeus de França e Israel fazer a viagem para a ilha de Djerba todos os anos. Em 2002, 19 pessoas morreram, na sequência de um ataque à antiga sinagoga El Ghriba atribuído à Al-Qaeda.

Lusa
  • Veio para Portugal para estar mais perto da natureza mas o fogo levou-lhe tudo
    4:59
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão