sicnot

Perfil

Mundo

Mais 253 imigrantes ilegais intercetados nas águas do Mediterrâneo

As autoridades francesas e espanholas intercetaram hoje um total de 253 imigrantes no Mediterrâneo, 217 perto da costa líbia, 25 a nordeste da ilha de Alborán e 11 no Estreito de Gibraltar, segundo as agências noticiosas France-Presse e EFE. 

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

Um navio de patrulha em alto mar da marinha francesa, que integra o dispositivo da União Europeia para patrulha do Mediterrâneo, resgatou 217 náufragos que seguiam em três barcos perto da costa líbia.

Foram ainda sinalizados dois homens por suspeita de operarem como traficantes de imigrantes, devendo os imigrantes e os dois suspeitos ser entregues às autoridades italianas.

Esta tarde, uma equipa de Salvamento Marítimo, de Espanha, localizou, 25 milhas a nordeste da ilha de Alborán, um barco com 21 homens e quatro mulheres, todos aparentando estar de boa saúde.

Os imigrantes seguirão na embarcação "Guardamar Polimnia" até ao porto de Almeria, ao qual deverão chegar ao final da tarde.

Também hoje, mas pela manhã, a Guarda Civil de Ceuta intercetou, no Estreito de Gibraltar, um pequeno barco com 11 imigrantes subsaarianos a bordo, que se dirigia à costa de Cádis.

A intervenção das autoridades teve lugar após um alerta para a existência de uma embarcação que, pelas suas características, poderia transportar imigrantes clandestinos.

Uma vez intercetados, os imigrantes seguiram numa embarcação de Salvamento Marítimo para as instalações do Serviço Marítimo de Ceuta, onde os 11 homens com entre 20 e 35 anos - cinco oriundos da Guiné-Conacri, três da República do Congo e três da Costa do Marfim - foram entregues ao Corpo Nacional de Polícia.

Lusa
  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.