sicnot

Perfil

Mundo

Guarda costeira italiana resgata 3.690 migrantes no Mediterrâneo

A guarda costeira italiana anunciou hoje de manhã ter coordenado, no sábado, o resgate de 3.690 migrantes no Mediterrâneo, ao mesmo tempo que tinham em curso novas operações a decorrer durante a manhã.

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

Apesar de não constituir um número recorde, este registo é um dos mais elevados nos últimos anos para um só dia. 

De acordo com os dados da polícia costeira italiana, citados pela agência de notícias France-Presse (AFP), os dias mais agitados foram a 12 de abril, quando resgataram 3.791 pessoas, e a 13 de abril, quando salvaram 2.850.

Para além do resgate efetuado hoje, a guarda costeira italiana tem outras operações em curso na manhã de hoje, não tendo, no entanto, dado pormenores mais precisos.

Segundo a AFP, cerca de 210 migrantes foram salvos no sábado pelo navio de patrulha francês 'Comandante Birot', enviado na semana passada para reforçar o dispositivo europeu no mar Mediterrâneo, na sequência de uma série de naufrágios, em abril, que provocaram a morte a milhares de pessoas.

Os migrantes resgatados foram encaminhados para o porto de Crotone, na Calábria (sul de Itália), onde os foram socorridos e os dois presumíveis contrabandistas entregues às autoridades.

Para além do navio patrulha francês, as operações de sábado mobilizaram vários meios italianos, entre quatro navios da guarda costeira, dois navios da marinha, dois cargueiros, dois navios da polícia aduaneira e dois rebocadores.

A marinha italiana anunciou igualmente que a sua fragata 'Bersagliere' socorreu 778 migrantes e que o seu barco de patrulha outros 675.

Alguns dos migrantes socorridos no sábado chagaram durante a noite à ilha italiana de Lampedusa, a mais próxima da costa africana, enquanto a maior parte era esperada durante o dia de hoje, depois do meio-dia ou à noite, na Sicília ou no sul de Itália.

Todos os dias, várias centenas de imigrantes, sobretudo africanos mas também muitos sírios, chegam à costa italiana depois de terem sido socorridos pela marinha ou pela guarda costeira italianas. 

Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.