sicnot

Perfil

Mundo

John Kerry reuniu com os Tamil no Sri Lanka

O Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, prometeu hoje apoiar a "verdadeira reconciliação" no Sri Lanka, seis anos após o final da guerra separatistas que opôs os Tamil ao Governo e reclamou a morte de mais de 100.000 pessoas.

© POOL New / Reuters

John Kerry, que está em Colombo, esteve hoje reunido com a liderança da Aliança Nacional Tâmil, o principal partido da minoria étnica, um dia depois de ter reunido com o novo Presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, e o seu Governo.

No encontro com John Kerry participaram o líder da Aliança Nacional Tâmil, Rajavarothiam Sampanthan, e outros líderes do partido.

A presença de Kerry em Colombo marca o regresso do Sri Lanka à agenda política depois de Maithripala Sirisena ter derrotado em janeiro Mahinda Rajapakse, antigo chefe de Estado.

Lusa
  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.