sicnot

Perfil

Mundo

Marine Le Pen proíbe pai de falar em nome da Frente Nacional francesa

A presidente da Frente Nacional (FN), Marine Le Pen, proibiu hoje o pai de falar em nome do partido de extrema-direita francesa que ele fundou, porque "os seus comentários são contrários" à linha oficial do partido.

© Philippe Wojazer / Reuters

"Jean-Marie Le Pen não deve mais poder falar em nome da Frente Nacional, as suas declarações são contrárias à linha fixada", afirmou a sua filha numa entrevista à Europe 1, ITELE e Le Monde, realçando que as "suas observações não comprometem o movimento".

O fundador e presidente honorário da FN está convocado perante o gabinete executivo do movimento para na segunda-feira responder pelas suas recentes declarações em contradição com a linha oficial fixada pela filha.

Jean-Marie Le Pen, que também ocupa um lugar no Parlamento Europeu, reiterou no início de abril a intenção de definir as câmaras de gás como um "detalhe" da história da Segunda Guerra Mundial, o que lhe valeu uma condenação penal.

O político francês defendeu o "mundo dos brancos" e criticou o programa da FN e os partidários mais próximos de Marine Le Pen.

Apesar de não ter sido convidado, o velho tribuno, de 86 anos, subiu à plataforma oficial durante a tradicional manifestação de 1.º de Maio da FN em Paris, para saudar a multidão, consternando a filha, que estava prestes a iniciar o seu discurso.

"Eu acho que ele ultrapassa completamente as prerrogativas que lhe são dadas pelo seu estatuto pessoal" de presidente honorário, disse hoje Marine Le Pen, classificando estes atos como "atos de malícia" que "são inaceitáveis".

Marine Le Pen voltou oficialmente a página aos compromissos com os neonazis e os movimentos anti-republicanos, mantendo uma linha nacionalista e anti-imigrante.

A presidente da FN também disse hoje não estar "em caso algum ao corrente dos assuntos patrimoniais de Jean-Marie Le Pen", que, de acordo com o 'site' de notícias online Mediapart, terá mantido uma conta escondida na Suíça.

Lusa
  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Árbitros recuam e vão apitar jogos do próximo fim de semana

    Desporto

    Os árbitros recuaram esta quarta-feira na intenção de não comparecer nos jogos do próximo fim de semana. Depois de na terça-feira a maioria dos juízes terem apresentado um pedido de dispensa dos jogos da 12.ª jornada do campeonato, esta quarta-feira adiaram a decisão após uma reunião com o Conselho de Arbitragem.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50

    País

    A água é um recurso essencial para todos os organismos vivos, comunidades e atividades económicas. Num país com situações de secas recorrentes, que tendem a ser agravadas pelas alterações climáticas, o que aprendemos com anteriores episódios de escassez de água? Como usar a água para que não falte no futuro? "Água Sob Pressão" foi o tema desta Grande Reportagem, de Carla Castelo (jornalista), Manuel Ferreira (Imagem), Gonçalo Freitas (Edição de imagem), Paulo Alves (Grafismo) e Isabel Mendonça (Produção), exibida na SIC em julho de 2012 (que também foi um ano de seca, ainda que menos grave do que a atual).

  • Jorge Jesus e Ana Malhoa contra o consumo de sal
    1:21
  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15