sicnot

Perfil

Mundo

Trinta feridos e dois detidos num protesto em Telavive

Pelo menos trinta pessoas ficaram feridas hoje, no segundo dia de um protesto em Telavive contra a violência e a discriminação da comunidade de origem etíope em Israel, informaram fontes médicas citadas pela AFP.

Reuters

Nos protestos na Praça Rabin, a polícia utilizou gás lacrimogéneo, gás pimenta e canhões de água para dispersar os manifestantes quando se aproximaram do edifício do município, atirando pedras, garrafas e até cadeiras de restaurantes.

De acordo com os serviços médicos de emergência, 23 agentes policiais e sete manifestantes ficaram feridos. Dois manifestantes foram detidos.

Os protestos aconteceram dias depois de, a 26 de abril, ter sido divulgado na Internet um vídeo amador que regista dois agentes policiais a agredirem um emigrante etíope em Holón.

A comunidade judia etíope lamenta que as autoridades tenham atitudes racistas e discriminatórias para com esta população.

"Cerca de 70 por cento dos etíopes vive concentrado em guetos em 17 localidades, o que cria tensões com o resto da população", afirmou Avi, um dos membros da comunidade, citado pela Efe.



Lusa
  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.