sicnot

Perfil

Mundo

Irão proíbe "penteados satânicos" para homens

Os cortes de cabelo masculinos considerados "satânicos" foram proibidos pelas autoridades iranianas, noticiou hoje a imprensa local, que refere também a proibição de tatuagens e cuidados de beleza.  

As cristas tornaram-se moda entre a juventude iraniana e são alvo das críticas das faixas mais conservadoras da sociedade por não estarem em conformidade com os preceitos do Islão.

As cristas tornaram-se moda entre a juventude iraniana e são alvo das críticas das faixas mais conservadoras da sociedade por não estarem em conformidade com os preceitos do Islão.

© Fredy Builes / Reuters

Nos últimos anos, vários cortes de cabelo e penteados, nomeadamente as cristas, tornaram-se moda entre a juventude iraniana, alvo das críticas das faixas mais conservadoras da sociedade por não estarem em conformidade com os preceitos do Islão.   
"Os cortes de cabelo que se identificam com cultos satânicos estão, a partir de agora, proibidos", declarou Mostafa Govahi, chefe da associação dos cabeleireiros para homens iraniana, citado pela agência ISNA, sem especificar quais os tipos de cortes abrangidos pela medida. 

Govahi ameaçou suspender a licença dos cabeleireiros que aceitem fazer estes cortes "em violação dos regulamentos do regime islâmico". 

De acordo com Govahi, a associação identificou os cabeleireiros que oferecem este tipo de cortes e que trabalham sem licença. 

O novo regulamento proíbe também as tatuagens nos homens, uma tradição antiga no Irão, a frequência de solários e a depilação das sobrancelhas, rotina muito popular entre as iranianas. 


Lusa
  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes