sicnot

Perfil

Mundo

Perto de sete mil migrantes estão detidos na Líbia

Perto de sete mil migrantes que tentavam chegar à Europa por mar estão detidos na Líbia, indicou hoje um responsável em Tripoli, que pediu a ajuda dos países europeus, bem como dos vizinhos. 

AP

Os migrantes, a maioria de origem africana, foram detidos ao largo da Líbia ou antes de deixarem o país e estão colocados em 16 centros na região de Tripoli, em Misrata (200 quilómetros a leste da capital líbia) e em outros setores, disse Mohammed Abdelsalam Al-Qoueiri, responsável do departamento da luta contra a imigração clandestina.  

Este departamento depende do governo paralelo instalado em Tripoli após a tomada da capital em agosto de 2014 por uma coligação de milícias designada Fajr Libya.

O governo líbio reconhecido pela comunidade internacional está instalado no leste do país, que mergulhou no caos desde a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011. 

A situação anárquica na Líbia favoreceu a intensificação da migração clandestina através dos seus 1.770 quilómetros de costa mal controlada e dos 5.000 quilómetros de fronteiras permeáveis.

A costa da Líbia, no Mediterrâneo, encontra-se a pouco mais de 300 quilómetros da ilha italiana de Lampedusa, onde milhares de migrantes desembarcam todos os anos. 

"Até 7.000 migrantes estão detidos nestes centros. São-lhes fornecidos alimentos, cobertores e cuidados médicos", disse Qoueiri, que se queixou das dificuldades da Líbia em lidar com a questão.

Segundo o responsável, em 2014 os migrantes eram repatriados depois de serem detidos, mas este ano o seu governo, como não é reconhecido pela comunidade internacional, não consegue arranjar aviões para os transportar.

Em 2014 "foram reenviados 25.251 migrantes, mas desde o início deste ano apenas foram 1.615", disse.

"Os países europeus devem suportar o fardo connosco e cooperar para repatriar os migrantes em aviões europeus. Porque é que a Líbia deve ser a única a assumir o custo da operação?", adiantou.

Além disso, como a maioria dos migrantes vem de países distantes, é necessário, segundo Qoueiri, que os países vizinhos também ajam para os travar.

Segundo a ONU, mais de 110.000 migrantes passaram pela Líbia em 2014.



Lusa


  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.