sicnot

Perfil

Mundo

Princesa britânica chama-se Charlotte Elizabeth Diana

 A filha recém-nascida dos príncipes britânicos William e Kate, chama-se Charlotte Elizabeth Diana, e será oficialmente designada princesa real Charlotte de Cambridge, a quarta na linha de sucessão ao trono, anunciou hoje a casa real britânica. 

© POOL New / Reuters

O anúncio dos nomes próprios da princesa foi feito num comunicado de duas linhas divulgado pelo palácio de Kensington, a residência londrina dos príncipes, o duque e a duquesa de Cambridge. 

Os nomes escolhidos para a bebé, nascida no sábado, são uma tripla homenagem ao seu avô paterno, o príncipe Carlos, herdeiro do trono do Reino Unido, à bisavó, a rainha Isabel II, e à falecida mãe de William, Diana, cuja morte num acidente de automóvel em 1997 provocou uma onda geral de consternação.

O nome Charlotte era um dos favoritos dos apostadores e faz parte da história da realeza: A mulher do rei Jorge III, a rainha Charlotte (1761-1818), era uma botânica amadora que usava o seu segundo nome em vez do primeiro, Sophie.

Jorge IV também chamou à única filha Charlotte, mas esta morreu ao dar à luz, aos 21 anos, em 1817. 

A filha mais nova de William, de 32 anos, e de Kate, de 33, é a quarta na linha sucessória, depois de seu irmão - o príncipe George de Cambridge, que a 22 de julho completará dois anos -, de seu pai e do seu avô, o príncipe Carlos.
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.