sicnot

Perfil

Mundo

Três mulheres nepalesas resgatadas com vida oito dias após o sismo

Três mulheres foram resgatadas com vida depois de terem permanecido oito dias debaixo dos escombros das respetivas casas em Sindhupalchok, o distrito mais afetado pelo sismo que recentemente abalou o Nepal e que provocou pelo menos 7.365 mortos.  

reuters

As mulheres foram resgatadas no domingo por uma equipa da polícia nepalesa, divulgou hoje o diário local The Rising Nepal.

De acordo com os serviços de resgate, as três mulheres, que se esconderam debaixo das respetivas camas, estavam em choque e apresentavam sérias dificuldades em falar, tendo sido transportadas para o hospital mais próximo. 

Um dia antes do resgate destas três mulheres, um homem de 101 anos foi igualmente retirado com vida dos escombros da sua casa no distrito de Nuwakot, a norte de Katmandu.

Estes resgates acontecem numa altura em que existem poucas esperanças de encontrar pessoas com vida debaixo dos escombros dos edifícios destruídos pelo forte abalo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, que atingiu no passado dia 25 de abril o território nepalês.

Na sexta-feira, um porta-voz do Ministério do Interior nepalês, Laxmi Prasad Dhakal, afirmou, em declarações à agência espanhola EFE, que existiam "poucas hipóteses de encontrar alguém com vida" debaixo dos escombros, frisando, no entanto, que isso não ia impedir as equipas de resgate de prosseguirem com os trabalhos de busca.

Segundo as autoridades nepalesas, o sismo destruiu cerca de 200 mil casas e deixou danificadas outras 186 mil habitações. Para fazer face aos trabalhos de reconstrução e de reabilitação, o Governo nepalês pediu uma ajuda internacional na ordem dos dois milhões de dólares.

O balanço mais recente das autoridades dava conta ainda que o terramoto fez também 14.366 feridos.
  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Nove fatores que aumentam o risco de demência

    Mundo

    Um em cada três casos de demência podia ter sido evitado sem recorrer a medicamentos. Um estudo publicado na revista científica The Lancet explica como é possível evitar a demência e quais os fatores que contribuem para a doença.

  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.