sicnot

Perfil

Mundo

Ameaça de tsunami após sismo de 7,4 em Papua Nova Guiné

 Um alerta de tsunami foi lançado hoje no Pacífico após um sismo de magnitude 7,4 na escala de Richter ter sacudido hoje o leste da Papua Nova Guiné, sem que haja registo de vítimas ou danos materiais.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Beawiharta Beawiharta / Reuters

O abalo, cujo epicentro foi localizado a uma profundidade de 63 quilómetros, ocorreu a 133 quilómetros a sul de Kokopo e a 680 a nordeste da capital Port Moresby, indicou o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que monitoriza a atividade sísmica mundial.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico advertiu para o risco de "perigosas ondas num raio de 300 quilómetros em redor do epicentro do terramoto".

Uma réplica de magnitude 5,9 foi registada após o forte abalo, a cerca de uma centena de quilómetros de Kokopo, cidade de 20 mil habitantes.

Num segundo comunicado, o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico alertou para a possibilidade de ocorrência de ondas de entre 30 centímetros e um metro em algumas zonas da costa.

"Há possibilidade de tsunami na zona", confirmou Jonathan Bathgate do Instituto australiano de sismologia Geoscience, à agência AFP.

As autoridades não reportaram danos imediatos. "Não esperamos um impacto particularmente catastrófico", indicou o geofísico Barry Hirshorn ao canal Skynews.

A região tem estado especialmente ativa nos últimos meses. No final de março, foi sacudida por um terramoto de magnitude 7,7 na escala de Richter que causou pequenas ondas.

A ilha da Nova Guiné, cuja metade ocidental pertence à Indonésia, assenta sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma zona de elevada atividade sísmica e vulcânica, atingida anualmente por aproximadamente 7.000 sismos, a maioria moderados.

Um tremor de terra de magnitude 7 no Mar de Bismarck, a leste da Papua Nova Guiné, provocou, em 1998, uma onda gigante que devastou dezenas de aldeias, causando mais de 2.200 mortos naquela que figurou como a maior tragédia na história do país.


Lusa

  • Funcionários públicos hoje em greve
    1:37

    Economia

    Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação pode fechar algumas escolas, centros de saúde e outros serviços públicos. O fim da precariedade e o reforço de pessoal são duas das reivindicações do protesto.

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12

    Quadratura do Círculo

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • Nove distritos sob aviso amarelo devido à chuva

    País

    Nove distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes e de granizo, acompanhados de trovoada e rajadas fortes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Bragança, Viseu, Porto, Vila Real, Guarda, Viana do Castelo, Castelo Branco, Coimbra e Braga são os distritos sob aviso o amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.