sicnot

Perfil

Mundo

"Balanço medonho" nos direitos humanos na Arábia Saudita, denuncia Amnistia

A Amnistia Internacional (AI) lamentou hoje a ausência de progressos nos direitos humanos na Arábia Saudita, e que o rei Salman, há cerca de 100 dias no poder, não tenha tomado medidas para "melhorar um balanço medonho". 

Mohammed al-Bajadi, membro fundador de uma das raras associações de defesa dos direitos humanos na Arábia Saudita, condenado a dez anos de prisão.

Mohammed al-Bajadi, membro fundador de uma das raras associações de defesa dos direitos humanos na Arábia Saudita, condenado a dez anos de prisão.

gc4hr.org

"Cerca de 100 dias após o rei Salman bin Abdel Aziz al Saud ter acedido ao trono da Arábia Saudita, as perpetivas de progressos dos direitos humanos neste país não são muito promissoras", escreve a organização não-governamental (ONG) de defesa dos direitos humanos num comunicado publicado por ocasião da visita do Presidente francês, François Hollande, ao reino saudita. 

"Em vez de tomar medidas para melhorar o balanço medonho da Arábia Saudita em matéria de direitos humanos, o rei Salman lidera uma repressão perpétua dos detratores do Governo e militantes pacifistas (...) os primeiros meses do seu reinado foram marcados por uma vaga de execuções sem precedentes", de acordo com o diretor do programa Médio Oriente da AI, Philip Luter, citado no comunicado. 

A organização já apresentou uma série de recomendações ao novo rei, e pede a libertação de dezenas de defensores dos direitos humanos, dissidentes e militantes, mas não recebeu qualquer resposta, precisa a AI. 

A delegação francesa da organização e outras ONG realizam na quinta-feira, em Paris, uma concentração em defesa do bloguista Raef Badaoui, condenado a dez anos de prisão e mil chicotadas por "insulto ao Islão". 

François Hollande está na Arábia Saudita para participar, como convidado de honra, numa cimeira das monarquias do Golfo, uma estreia para um chefe de Estado ocidental. 

Esta é "uma ocasião que o Presidente francês deve aproveitar para pedir publica e firmemente a libertação" de Raef Badaoui, considerou a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) em comunicado. 

"É inconcebível que a França mantenha o silêncio sobre a condenação bárbara deste jovem bloguista que, a qualquer momento, pode voltar a ser julgado por apostasia e condenado à morte", declarou Christophe Deloire, secretário-geral da RSF. 

Lusa
  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Cozido ou empanadas chilenas para o jantar?
    5:20

    Taça das Confederações

    Portugal e Chile defrontam-se esta quarta-feira em jogo das meias-finais da Taça das Confederações. O jornalista Gonçalo Azevedo Ferreira fala sobre as previsões da imprensa chilena para o encontro, revela alguns dados sobre as presenças de Portugal e Chile em grandes competições e mostra, através das redes sociais, o lado mais descontraído da antevisão deste duelo.

  • Portugal vai pagar 3.500 milhões ao FMI até agosto
    1:18

    Economia

    Portugal vai pagar, até agosto, 3.500 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional. Mil milhões seguem já na sexta-feira. A antecipação do pagamento foi esta quarta-feira formalmente autorizada pelos parceiros e credores europeus.

  • Trump volta a criticar as chamadas "fake news"

    Mundo

    O Presidente norte-americano voltou a criticar aquilo a que chama de "fake news", em português "notícias falsas". Através da rede social twitter, Donald Trump diz que o jornal New York Times "nem sequer liga para verificar os factos e que, por isso, dá notícias falsas".

  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.