sicnot

Perfil

Mundo

EUA não confirmam ligação entre ataque no Texas e o Estado Islâmico

A Casa Branca avançou hoje que ainda não foi determinado se o grupo extremista Estado Islâmico é responsável pelo ataque de domingo no Texas contra uma exposição de caricaturas do profeta Maomé.

© Laura Buckman / Reuters

O ataque ocorreu na periferia de Dallas, onde decorria um concurso de caricaturas do profeta organizado pela associação Iniciativa de Defesa da Liberdade Americana, considerada contrária ao Islão.

O grupo extremista que se autointitula Estado Islâmico reivindicou hoje o ataque e ameaçou perpetrar outros atentados.

Segundo o porta-voz da Casa Branca, é "demasiado cedo para dizer" se as pessoas que perpetraram o ataque estão ligados ou têm vínculos com o grupo extremista.

Os dois elementos envolvidos no ataque foram mortos pela polícia e residiam no Arizona. Uma das pessoas já tinha sido investigada por terrorismo.

O que se pode afirmar de forma categórica, segundo o porta-voz da Casa Branca, é que, graças ao "valente" e "rápido" trabalho dos agentes locais, se conseguiu "frustrar" uma tentativa de ataque terrorista.

O porta-voz da Casa Branca Josh Ernest afirmou também que o Governo do Presidente Barack Obama está "muito vigilante" em relação às intenções do grupo extremista Estado Islâmico e de outros radicais para tentar recrutar pessoas nos Estados Unidos.


Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC