sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela prende 155 polícias e expulsa outros 450 por irregularidades

O ministro do Interior e Justiça da Venezuela anunciou hoje que 19 organismos de segurança foram alvo de uma intervenção administrativa por parte das autoridades, que já detiveram 155 polícias e expulsaram outros 450.

© Tomas Bravo / Reuters

"Até este momento abriram-se 800 processos, 450 funcionários foram dispensados das suas funções e outros 155 oficiais estão na cadeia por comportamento irregular no desempenho das suas funções", explica um comunicado do Ministério do Interior e Justiça, tutelado por Gustavo González López.

O documento, divulgado em Caracas, explica que a avaliação está a ser feita pela Comissão para a Reforma Presidencial, criada por proposta do Presidente Nicolás Maduro.

Por outro lado, o documento precisa que aquele ministério, em conjunto com os organismos de segurança, está a elaborar projetos para serem desenvolvidos nos próximos seis meses, que abrangem mudanças na organização e funcionamento de instituições como o Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (antiga Polícia Técnica Judiciária) e da Polícia Nacional Bolivariana.

Está também em elaboração de uma lei sobre "o mais procurado", para divulgar graficamente "os rostos das pessoas que são procuradas pela justiça ou têm 'antecedentes penais' (registo criminoso)" e para reestruturar a Universidade Nacional Experimental da Segurança.

Os projetos, segundo o comunicado, passam pela incorporação "das comunidades organizadas no controlo externo dos corpos de polícia e organismos de segurança cidadã", que estão "a nível de Estados (regiões)" mas cujo objetivo é que estejam também a nível de freguesias. 

A Comissão Presidencial para a Reforma Policial foi criada a 14 de novembro de 2014, por um decreto presidencial publicado na Gazeta Oficial, e é presidida pelo ex-funcionário policial e deputado do Partido Socialista Unido da Venezuela, Freddy Bernal.

Na Venezuela é frequente as queixas de cidadãos sobre irregularidades no funcionamento dos organismos policiais, bem como as denúncias de funcionários envolvidos em delitos.











Lusa
  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.