sicnot

Perfil

Mundo

Ator indiano condenado a cinco anos de prisão por atropelar e matar sem-abrigo

O ator indiano Salman Khan, estrela da indústria de cinema da Índia, conhecida como "Bollywwod", foi condenado hoje a cinco anos de prisão por ter atropelado e matado um sem-abrigo e depois ter fugido do local, em 2002.

© Shailesh Andrade / Reuters

Khan, que foi condenado por homicídio voluntário, foi com o seu veículo 4x4 contra um grupo de sem-abrigo que dormia na calçada de um bairro de Bombaim.

Um dos sem-abrigo morreu e outros ficaram feridos.

Salman Khan, uma estrela popular de Bollywood graças a filmes como "Dabangg", mostrou-se abatido depois da leitura da sentença, segundo um jornalista da agência AFP presente na audiência.

Khan, de 49 anos, sempre negou estar a volante do carro, mas fugiu do local.

Uma série de pessoas, que estavam nas proximidades, testemunharam que o ator conduzia o veículo em alta velocidade quando atingiu os sem-abrigo, perto de uma padaria no bairro chique de Bandra, no oeste de Bombaim, em setembro de 2002, depois de uma noite de bebedeira num bar.

O ator arriscava apanhar 10 anos de prisão, mas o juiz D.W. Deshpande decidiu aplicar-lhe uma pena de cinco anos que, mesmo assim, poderá colocar um fim abrupto na carreira de uma das maiores estrelas da Índia.

O veredito era esperado por numerosos fãs do ator, mas igualmente pelos estúdios de Bollywood, que poderão ter pesadas perdas devido à prisão do ator.

Salman Khan é filho de um guionista muito conhecido e trabalhou em mais de 100 filmes, depois do seu primeiro sucesso "Maine Pyar Kiya (Eu me apaixonei)", nos anos de 1980.

O ator esteve sempre envolvido em controvérsias e passou uma semana na prisão por ter matado uma gazela, de uma espécie ameaçada, em 1998 durante uma caçada.








Lusa
  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.