sicnot

Perfil

Mundo

Detidos quatro presumíveis membros de célula terrorista neonazi na Alemanha

As autoridades alemãs detiveram quatro presumíveis membros de uma célula terrorista neonazi, informa hoje revista Der Spiegel na sua edição digital.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Ralph Orlowski / Reuters

As detenções foram levadas a cabo na sequência das investigações a uma organização autodenominada "Old School Society", a qual planearia atentados contra mesquitas e locais de refugiados.

 

Cerca de 250 agentes participaram na operação por parte de uma unidade especial, que viria a resultar na detenção de três homens e uma mulher, alegadamente pertencentes à cúpula da organização.

 

Segundo as investigações, a "Old School Society" foi criada em novembro último.

 

Um dos detidos, identificado como Andreas H. e oriundo da Baviera, era considerado "o presidente" da organização, enquanto Markus W., da Saxónia (leste do país), também detido, figurava como "vice-presidente".

 

O grupo, que terá tentado conseguir explosivos para realizar atentados, tinha concebido entretanto um logótipo sob o lema "uma bala não é suficiente".


Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras