sicnot

Perfil

Mundo

Trezentas e cinquenta menores sexualmente abusadas em Moçambique em 2014

A Procuradora-Geral da República (PGR) de Moçambique, Beatriz Buchili, disse hoje em Maputo que 350 menores foram sexualmente abusadas em 2014 em Moçambique, levando à instauração de 863 processos-crime, dos quais 631 foram objeto de acusação. 

© Andy Clark / Reuters

"De acordo com os dados, no ano de 2014, foram sexualmente abusadas 350 menores por indivíduos, maioritariamente, ligados por laços de parentesco", disse a PGR moçambicana.

Buchili divulgou o número de casos de violação sexual de menores, quando apresentava a Informação Anual do Procurador-Geral da República à Assembleia da República.

Segundo Buchili, em conexão com os casos de violação sexual de menores, 42 processos-crime receberam despachos de abstenção, 126 foram julgados e 190 encontram-se em instrução preparatória.

"Estamos cientes de que os números apresentados podem não corresponder à real situação, se partirmos do pressuposto de que existem casos não denunciados pelo facto de as vítimas temerem represálias e ainda outros serem negociados entre as famílias", afirmou a PGR.

A Informação Anual do PGR dá também conta de que em 2014 foram linchadas 24 pessoas, que morreram à pancada ou queimadas por populares e nalguns casos pelos próprios filhos, devido a alegado roubo ou práticas de feitiçaria.

No balanço sobre a atividade do Ministério Público que prestou ao parlamento, Maria Buchili indicou ainda que 2.735 morreram vítimas de homicídio.

Buchili também fez referência ao homicídio do constitucionalista moçambicano de origem francesa Gilles Cistac, morto a tiro a 03 de março último em Maputo, tendo mencionado apenas que o caso se encontra em investigação.

Lusa
  • A culpa é de Obama
    0:32

    Mundo

    Quem o diz é Donald Trump. O Presidente dos EUA acusa o antecessor de estar por detrás das fugas de informação e dos protestos feitos por todo o país.

  • Turistas à volta da Lua em 2018
    1:21
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22

    Mundo

    Por detrás da alegria do desfile das escolas de samba, há a tensão e a adrenalina dos bastidores do sambódromo. A preparação antes da entrada na avenida é um espetáculo à parte como mostra a correspondente da SIC, no Rio de Janeiro, Ivani Flora

    Correspondente SIC

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06