sicnot

Perfil

Mundo

Filhos de mães que ganham demasiado peso na gravidez com maior probabilidade de obesidade

Quando a mãe engorda mais do que o recomendado durante a gravidez, não faz exercício ou fuma, as probabilidades de a criança ter excesso de peso ou se tornar obesa com oito anos aumentam.

Arquivo

Arquivo

© Michaela Rehle / Reuters

As previsões apontam para que o número de crianças com excesso de peso aumente 1,3 milhões por ano em todo o mundo. Mais de 300 mil dessas crianças serão obesas. Segundo os dados do Instituto de Medicina norte-americano, mais de metade das mulheres que estiveram grávidas entre 2004 e 2007 aumentaram demasiado de peso durante a gravidez.

Investigadores da  Universidade do Texas, EUA, e da Universidade Harokopio, Grécia, seleccionaram aleatoriamente 5,125 crianças de uma base de dados grega e respectivas mães. Ao analisarem as respostas ao questionário que fizeram, concluíram que o aumento de peso excessivo durante a gravidez, o nível de actividade física e o facto de fumarem estavam claramente associados com a obesidade nas crianças.

A investigação foi publicada na revista  BMC Pregnancy and Childbirth.
  • Fogo em Sabrosa entrou em fase de resolução

    País

    O incêndio que deflagrou terça-feira em Vilela do Douro, Sabrosa, distrito de Vila Real, entrou a meio da manhã de hoje em fase de resolução, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.