sicnot

Perfil

Mundo

Senado dos EUA aprova lei que obriga Obama a submeter acordo com o Irão ao Congresso

O Senado norte-americano, de maioria republicana, aprovou hoje uma lei que obriga o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a submeter qualquer acordo nuclear com o Irão ao Congresso até ao verão.

© Joshua Roberts / Reuters

Com a aprovação, quase por unanimidade, o Senado reafirma o papel de supervisão dos congressistas, apesar da relutância do executivo.

"Os norte-americanos querem que o Senado e a Câmara dos Deputados, em seu nome, se certifiquem que o Irão se responsabiliza e que o processo é transparente", disse Bob Corker, presidente do comité do Senado para as Relações Externas.

A votação final mostra um consenso extraordinário em relação à lei conhecida como Menendez-Corker, após uma maratona política de vários meses.

A Câmara dos Representantes vai examinar o texto na próxima semana.

"O nosso objetivo é parar um mau acordo que vai permitir ao Irão adquirir armas nucleares", disse o presidente republicano da Câmara, John Boehner.

Barack Obama opôs-se inicialmente a que o Congresso tivesse uma palavra dizer sobre o acordo final a ser assinado até 30 de junho entre o Irão e o Grupo 5+1 (China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha).

Lusa
  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.