sicnot

Perfil

Mundo

Tsipras e Putin discutiram por telefone questões energéticas

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o Presidente russo Vladimir Putin discutiram esta quinta-feira por telefone a cooperação energética entre os dois países e o prolongamento por território grego do gasoduto "Turkish Stream", indicou o gabinete do primeiro-ministro.  

Na deslocação de Tsipras a Moscovo no início de abril, Putin tinha já evocado a possibilidade de projetos comuns de infraestruturas. A construção de um gasoduto desde a Rússia até à fronteira grego-turca ainda permanece em projeto, sem a assinatura de qualquer contrato definitivo para o início dos trabalhos.

Na deslocação de Tsipras a Moscovo no início de abril, Putin tinha já evocado a possibilidade de projetos comuns de infraestruturas. A construção de um gasoduto desde a Rússia até à fronteira grego-turca ainda permanece em projeto, sem a assinatura de qualquer contrato definitivo para o início dos trabalhos.

Alexander Zemlianichenko / AP

Tsipras "repetiu que o Governo grego está pronto a participar através de uma empresa pública" na construção do gasoduto na Grécia, indica o comunicado.  

Por sua vez, o Presidente russo "exprimiu a sua intenção de apoiar um plano de financiamento da empresa grega que vai construir o gasoduto", cujo financiamento poderá "ser reembolsado pelas receitas dessa empresa". 

Segundo um comunicado do Kremlin, Putin "confirmou que a Rússia estava disposta a estudar a questão de um financiamento das empresas públicas ou privadas gregas que vão participar no projeto". 

Na deslocação de Tsipras a Moscovo no início de abril, Putin tinha já evocado a possibilidade de projetos comuns de infraestruturas. A construção de um gasoduto desde a Rússia até à fronteira grego-turca ainda permanece em projeto, sem a assinatura de qualquer contrato definitivo para o início dos trabalhos. 

Este gasoduto deve compensar o abandono do projeto "South Stream" em direção à União Europeia, interrompido pela Rússia devido ao bloqueio da Comissão Europeia. 

Em paralelo, o responsável norte-americano da Energia, Amos Hochstein, encontra-se sexta-feira com seu homólogo grego, Panayiotis Lafazanis, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Nikos Kotzias.  

O primeiro-ministro da Grécia deve regressar a Moscovo entre 18 e 20 de junho, no âmbito de um fórum económico. 

Ao contrário do que estava anunciado, Tsipras não vai comparecer nas celebrações dos 70 anos da vitória soviética sobre a Alemanha nazi, que decorrem sábado em Moscovo. A Grécia vai fazer-se representar nas cerimónias pela presidente do parlamento, Zoe Konstantopoulou, mas não está excluída a presença de um outro membro do governo. 
Lusa
  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC