sicnot

Perfil

Mundo

Vários feridos em manifestação na Guiné-Conacri

Várias pessoas ficaram hoje feridas em Conacri, capital da Guiné-Conacri, em confrontos com a polícia na sequência de protestos contra o calendário eleitoral.

© Reuters Photographer / Reuter

Segundo os números avançados pelas autoridades do país, nos protestos ficaram feridas quatro pessoas, mas a oposição política afirmou que foram 10.

O Governo referiu também, em comunicado, que duas pessoas foram detidas por causa de "manifestações não autorizadas", mas o líder da oposição e antigo primeiro-ministro, Diallo, disse ter havido "muitas detenções".

No comunicado, o Governo reafirmou estar de "mão estendida para a oposição", esperando que "aproveite a oportunidade das próximas reuniões com o executivo" para se encontrar uma saída para a crise.

O Governo e a oposição da Guiné-Conacri discordam sobre a data das eleições. As eleições locais foram novamente adiadas, para março de 2016, depois das presidenciais, marcadas para outubro de 2015. Não se realizam eleições locais desde 2005.

Lusa
  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis - avaliação interna ao FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela 'troika' em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • 64, 65 ou 73, afinal quantas são as vítimas de Pedrógão?
    1:27
  • Enfermeiros suspendem greve e protesto

    País

    Os enfermeiros decidiram esta segunda-feira suspender a greve de zelo e o protesto contra o não pagamento do trabalho especializado, devido ao compromisso do Governo de iniciar negociações sobre matérias como horários de trabalho e remunerações, indicou fonte sindical.

  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC