sicnot

Perfil

Mundo

113 votos para candidato morto no Reino Unido

Cento e treze britânicos votaram, nas legislativas de quinta-feira, num candidato morto, que obteve a título póstumo o segundo melhor resultado da sua carreira política, foi hoje noticiado. 

Ronnie Carroll no Festival Eurovisão da Canção em 1962

Ronnie Carroll no Festival Eurovisão da Canção em 1962

Nationaal Archief, Den Haag, Rijksfotoarchief: Fotocollectie Algemeen Nederlands Fotopersbureau (ANEFO), 1945-1989

Ronnie Carroll morreu a 13 de abril com 80 anos, quando os boletins de voto no círculo eleitoral londrino de Hampstead e Kilburn já tinham sido imprimidos, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP. 

Em caso de vitória de Carroll, os eleitores seriam obrigados a voltar às urnas. 

Antigo concorrente do festival da Eurovisão, Ronnie Carroll concorreu pelo mesmo círculo eleitoral nas eleições de 1997, obtendo 141 votos, o seu melhor resultado. 

Carroll participou também numas legislativas intercalares, em 2008, em Haltemprice e Howden, em que conseguiu 29 votos. Na época, o objetivo do candidato era não obter qualquer voto e estabelecer um novo recorde. 

As legislativas britânicas decorreram na quinta-feira e as sondagens à boca das urnas dão uma vitória do Partido Conservador com uma maioria de 316 deputados, bem à frente do Partido Trabalhista, com 239, num total de 650 assentos da Câmara dos Comuns.


Lusa
  • Conservadores britânicos conseguem maioria absoluta

    Mundo

    David Cameron vai continuar a ser primeiro-ministro do Reino Unido por mais cinco anos. E com maioria absoluta. Os resultados indicam que os Conservadores conquistam o maior número de deputados, 326, seguidos dos trabalhistas com 231. Ed Miliband já reconheceu a derrota e vai demitir-se da liderança do Partido Trabalhista. O Partido Nacional da Escócia é a grande surpresa da noite tendo conquistado 56 lugares. 

  •  Imprensa britânica saúda vitória anunciada de Cameron

    Mundo

    David Cameron vai mesmo continuar como primeiro-ministro do Reino Unido por mais cinco anos, resta saber se com ou sem maioria absoluta. Os Conservadores conquistam o maior número de deputados, 304, seguidos dos trabalhistas com 223, de acordo com os resultados parciais. O Partido Nacional da Escócia é a grande surpresa da noite tendo conquistado 56 lugares. A imprensa britânica saudou hoje a vitória anunciada de Cameron.

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.