sicnot

Perfil

Mundo

Nave espacial russa não tripulada deverá cair no oceano Pacífico esta sexta-feira

A nave espacial russa não tripulada, que está desgovernada a caminho da Terra, deverá reentrar na atmosfera nas próximas horas, mas não representa qualquer ameaça.

Os fragmentos que poderiam representar uma ameaça não vão chegar à Terra, porque antes vão desintegrar-se ao entrar na atmosfera. (Arquivo)

Os fragmentos que poderiam representar uma ameaça não vão chegar à Terra, porque antes vão desintegrar-se ao entrar na atmosfera. (Arquivo)

© MAXIM ZMEYEV / Reuters

De acordo com as previsões do comando norte-americano de Defesa Aeroespacial, a Progress vai cair nas águas do oceano Pacífico, perto da costa norte-americana.

Os fragmentos que poderiam representar uma ameaça não vão chegar à Terra, porque antes vão desintegrar-se ao entrar na atmosfera.

Na semana passada, os cientistas perderam o controlo da nave espacial russa não tripulada, que seguia em direção à Estação Espacial Internacional com mantimentos e equipamento.
  • Nave espacial russa está a cair de forma descontrolada em direção à Terra

    Mundo

    Uma nave espacial não tripulada que levava mantimentos para a Estação Espacial Internacional está a cair em direção à Terra, aparentemente de forma descontrolada, disse hoje uma fonte não identificada em declarações à agência AFP. A agência espacial russa, Roscosmos, já anunciou que a nave não vai conseguir acoplar à Estação Espacial Internacional (EEI).

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.