sicnot

Perfil

Mundo

Aliados dos rebeldes xiitas no Iémen aceitam proposta saudita de cessar-fogo

Os militares iemenitas aliados dos rebeldes xiitas 'huthis' afirmaram hoje ter aceitado o cessar-fogo humanitário proposto pela Arábia Saudita que lidera, à frente de uma coligação internacional, os ataques aéreos no país.

SIC

"Na sequência da mediação de países amigos com vista ao estabelecimento de uma trégua humanitária que irá acabar com o tirânico bloqueio, permitindo aos barcos alcançarem os portos iemenitas e possibilitando a entrada de ajuda humanitária, anunciamos concordar com o cessar-fogo", disse o porta-voz do exército iemenita leal aos rebeldes 'huthis', o coronel Sharaf Luqman, à agência noticiosa Saba, controlada pelo grupo xiita.

Contudo, os próprios rebeldes ainda não afirmaram se concordam com a proposta do ministro dos Negócios Estrangeiros saudita, Adel al-Jubeir, para um cessar-fogo humanitário de cinco dias, com início a partir de terça-feira, dia 12.

Adel al-Jubeir, ressalvou, porém, após a reunião em Paris, na sexta-feira, entre líderes da região do Golfo e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que o cessar-fogo só entraria em vigor se os rebeldes 'huthis' e os que apoiam as milícias assumissem o compromisso de respeitar a trégua.

Aviões da coligação internacional liderada pelos sauditas bombardearam hoje a residência do ex-presidente do Iémen Ali Abdallah Saleh, após uma noite de intensos raides contra posições rebeldes, indicaram testemunhas.

Dois ataques aéreos visaram a casa de Ali Abdallah Saleh no centro de Sanaa, segundo os relatos, embora se acredite que o antigo chefe de Estado se encontre atualmente fora da capital iemenita.


Lusa
  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.