sicnot

Perfil

Mundo

França a favor de "repartição" dos refugiados pelos países da UE

França está a favor de uma "repartição" dos refugiados pelos países da União Europeia (UE), afirmou hoje o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, em reação às propostas que a Comissão Europeia vai apresentar na quarta-feira.

© Christian Hartmann / Reuters

"Penso que é normal haver uma repartição do número de candidatos a asilo entre os diferentes países da UE e que é normal a Europa ter uma política de asilo", disse o ministro à rádio RTL.

Cazeneuve falava sobre o plano de ação que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, deve apresentar na quarta-feira.  

Segundo vários 'media', o plano de Juncker prevê nomeadamente a imposição aos países de quotas para o acolhimento de refugiados, uma proposta que visa corrigir as atuais grandes disparidades, mas que suscita divergências entre os Estados-membros.

A quota de refugiados de cada um dos 28 países membros seria calculada através de uma fórmula de redistribuição, baseada no Produto Interno Bruto (PIB), população, taxa de desemprego e número de refugiados já acolhidos.  

Atualmente, os migrantes são responsabilidade do país a que chegam, o que expõe especialmente os países mais próximos das rotas de imigração, como a Itália, Malta e Grécia, e a concessão de estatuto de refugiado apresenta grandes disparidades, com a Alemanha, Suécia, França e Itália a acolherem mais de 60% do total em 2014.

Segundo o ministro francês, as propostas de Juncker "inspiram-se parcialmente nas propostas apresentadas por França desde o verão" e vão no sentido correto, dada a necessidade de medidas "coerentes e fortes".

Cazeneuve sublinhou por outro lado a importância de continuar com as operações de salvamento no Mediterrâneo, através da agência europeia de patrulha de fronteiras Frontex, assim como "é fundamental trabalhar com os países de origem" dos imigrantes.

Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.