sicnot

Perfil

Mundo

John Kerry reúne-se com Vladimir Putin esta terça-feira na Rússia

O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, reúne-se na terça-feira em Sochi, no sul da Rússia, com o Presidente russo, Vladimir Putin, na primeira visita que faz ao país depois do início do conflito na Ucrânia.

O Presidente russo Vladimir Putin e o chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry. (Arquivo)

O Presidente russo Vladimir Putin e o chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry. (Arquivo)

© Maxim Shemetov / Reuters

"John Kerry realiza uma visita de trabalho à Rússia no dia 12 de maio", informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo em comunicado.

Em Sochi, residência de verão do Presidente russo nas margens do Mar Negro, o secretário de Estado norte-americano vai também reunir-se com o homólogo, Serguei Lavrov, para discutir uma série de questões bilaterais e regionais.

Segundo o Departamento de Estado, Kerry e Lavrov vão abordar a situação na Ucrânia, as negociações nucleares com o Irão e a guerra na Síria.

A visita de Kerry enquadra-se "nos esforços contínuos para manter linhas de comunicação direta com altos responsáveis russos e assegurar que os pontos de vista dos Estados Unidos são transmitidos com clareza", segundo o comunicado da diplomacia norte-americana.

O conflito com a Ucrânia, em particular a anexação da Crimeia pela Rússia, deteriorou significativamente as relações da Rússia com o Ocidente, que acusa Moscovo de apoiar militarmente os separatistas do leste ucraniano.

"Confiamos que a visita do secretário de Estado sirva para normalizar as relações bilaterais, de que tanto depende a estabilidade internacional", lê-se no comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

O Departamento de Estado informa, por outro lado, que John Kerry viajará de Sochi para a localidade turca de Antalia para participar, na quarta-feira, numa reunião informal de ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO.
Lusa
  • "Putin não está preparado para tomar qualquer decisão sobre a Ucrânia antes do referendo", disse John Kerry

    Crise na Ucrânia

    O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, afirmou que o Presidente russo, Vladimir Putin, não tomará nenhuma decisão sobre a Ucrânia antes da realização do referendo na Crimeia. John Kerry fez algumas declarações aos jornalistas depois de um encontro de cerca de seis horas com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, que decorreu hoje em Londres. 

  • Uma nova Guerra Fria?

    Sociedade das Nações

    O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, disse esta semana que Washington não quer uma Rússia que se isola através das suas próprias ações, pedindo a Moscovo que ajude a travar o clima de tensão na Ucrânia. No momento das declarações de Kerry na abertura do 21º Conselho Ministerial da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, o Presidente russo, Vladimir Putin, acusava em Moscovo o Ocidente, nomeadamente os Estados Unidos, de terem utilizado a crise ucraniana como pretexto para impor sanções à Rússia. 

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC