sicnot

Perfil

Mundo

UE, EUA e Suíça pedem adiamento das eleições no Burundi

A União Europeia (UE), os Estados Unidos e a Suíça apelaram esta segunda-feira ao Governo do Burundi para adiar as eleições, quando o movimento de contestação a um terceiro mandato do presidente Pierre Nkurunziza já causou 19 mortos.

O Burundi, pequeno país da região africana dos Grandes Lagos, tem previstas para 26 de maio as eleições legislativas e municipais e para 26 de junho as presidenciais. (Arquivo)

O Burundi, pequeno país da região africana dos Grandes Lagos, tem previstas para 26 de maio as eleições legislativas e municipais e para 26 de junho as presidenciais. (Arquivo)

© Jean Pierre Harerimana / Reuters

"Encorajámos fortemente o governo burundiano a tomar medidas para apaziguar a situação e a ideia de um adiamento do calendário eleitoral seria para nós algo positivo", declarou o enviado especial da UE para a região, Koen Vervaeke, falando também em nome dos Estados Unidos e da Suíça durante uma reunião mensal entre os europeus e o governo do Burundi, à qual se juntaram excecionalmente os outros dois países.  

Durante a reunião, a Holanda e a Suíça anunciaram a suspensão da sua ajuda eleitoral ao Burundi, depois da Bélgica, ex-potência colonial do país, ter feito o mesmo anúncio.  

O Burundi, pequeno país da região africana dos Grandes Lagos, tem previstas para 26 de maio as eleições legislativas e municipais e para 26 de junho as presidenciais.   

Pierre Nkurunziza, eleito em 2005 e em 2010, é o candidato do seu partido, o CNDD-FDD, às presidenciais e as manifestações de protesto, proibidas pelo poder, começaram a 26 de abril, um dia depois da sua designação. 

Os opositores consideram um terceiro mandato anticonstitucional, mas o Tribunal Constitucional validou a candidatura de Nkurunziza. 

Desde o início do movimento de contestação, confrontos entre manifestantes, polícia e jovens do CNDD-FDD (os Imbonerakure, classificados como uma milícia pela ONU) causaram 19 mortos e, segundo as Nações Unidas, levaram mais de 50.000 burundianos a fugirem para países vizinhos. 

"As condições mínimas para se realizarem as eleições não estão reunidas, quer dizer a liberdade dos media, de manifestação pacífica", considerou Vervaeke. 

A comunidade da África de Leste (Burundi, Ruanda, Quénia, Tanzânia, Uganda) reúne-se numa cimeira extraordinária sobre a crise burundiana na quarta-feira em Dar es Salaam.
Lusa
  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • Castigos no Sporting são quatro infrações graves
    0:48

    Desporto

    Além da suspensão do presidente do Sporting por quase quatro meses, sabe-se agora que Bruno de Carvalho e Octávio Machado foram punidos por quatro infrações graves cada um. A informação foi avançada pela presidente da Comissão de Instrutores da Liga de Clubes, Cláudia Viana, em entrevista à SIC, Este é um excerto da entrevista que vai ser transmitida na SIC Notícias às 16:30.

    Exclusivo SIC

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42