sicnot

Perfil

Mundo

UNESCO alerta para destruição da capital do Iémen, património cultural da Humanidade

Bombardeamentos "intensos" da aviação saudita na noite de segunda-feira provocaram "sérios danos" na cidade velha da capital iemenita Saana, classificada património mundial da Humanidade, alertou esta terça-feira a UNESCO.  

"Nos últimos dias, a UNESCO recebeu informações que indicam importantes estragos que afetam locais culturais significativos no Iémen", refere em comunicado a agência da ONU sediada em Paris, que também apela à "proteção do património cultural único do país".

"Nos últimos dias, a UNESCO recebeu informações que indicam importantes estragos que afetam locais culturais significativos no Iémen", refere em comunicado a agência da ONU sediada em Paris, que também apela à "proteção do património cultural único do país".

Abdulnasser Alseddik / AP

"Nos últimos dias, a UNESCO recebeu informações que indicam importantes estragos que afetam locais culturais significativos no Iémen", refere em comunicado a agência da ONU sediada em Paris, que também apela à "proteção do património cultural único do país".  

As informações recolhidas pela UNESCO referem que a cidade velha de Sanaa, incluindo edifícios em adobe, mesquitas e 'hammams' (saunas) anteriores ao século XI "foram intensamente bombardeados na noite de 11 de maio de 2015, provocando sérios estragos em numerosos edifícios históricos".  

A cidade histórica de Saada, bastião dos rebeldes 'huthis' no norte e o campo arqueológico da cidade fortificada pré-islâmica de Baraqish (noroeste) "foram igualmente danificados", lamenta a Unesco.  

"Condeno estas destruições e apelo a todas as partes para colocarem o património cultural á margem dos conflitos", declarou a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, para quem o património representa "um excecional testemunho das realizações da civilização islâmica".  

Edificada num vale de montanha a 2200 metros de altitude, Sanaa foi nos séculos VII e VIII um importante centro de propagação do islão. A cidade inclui 103 mesquitas, 14 'hammams' e cerca de 6000 edifícios, incluindo as casas-torre e outras em adobe, construídas antes do século XI. 

Uma coligação árabe, dirigida pela Arábia Saudita, desencadeou no final de março uma operação militar no Iémen contra os rebeldes xiitas 'huthis' aliados do Irão, que controlam parte do país e se opõem ao presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, que se refugiou em Riade.  

Na segunda-feira os sauditas intensificaram os bombardeamentos na véspera de uma trégua que deverá começar hoje, para permitir o envio de ajuda humanitária.  

Segundo a ONU, pelo menos 1400 pessoas já foram mortas desde o início da intervenção saudita, na larga maioria civis. 
Lusa
  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57

    País

    Tondela foi um dos municípios mais atingidos pelo incêndio, deixando dezenas de animais feridos e perdidos no concelho. Várias clínicas veterinárias são agora um porto de abrigo e, em alguns casos, um ponto de encontro. Muitos dos animais chegaram recolhidos por voluntários e a maior parte dos casos são animais que, no momento de aflição, foram soltos pelos donos e salvos pelo instituto de sobrevivência.

  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31