sicnot

Perfil

Mundo

Acusação defende que bombista do atentado em Boston merece morrer

O bombista do atentado na maratona de Boston, já condenado, Dzhokhar Tsarnaev, é um terrorista sem remorsos e merece morrer por ter assassinado norte-americanos inocentes em nome da política, disseram hoje os procuradores aos jurados no final do julgamento.

© Handout . / Reuters

O jovem de 21 anos foi considerado culpado, no mês passado, de ter organizado a 15 de abril de 2013 o duplo atentado, considerado o pior registado nos Estados Unidos desde os ataques levados a cabo pela Al-Qaida em 11 de setembro de 2001.

 O atentado de Boston provocou três mortos e 264 feridos em consequência do rebentamento de dois engenhos explosivos de fabrico artesanal, colocados junto à linha de chegada da prova da maratona.

A decisão dos 12 jurados foi unânime e anunciada após cerca de 11 horas de reunião.

O imigrante, de ascendência chechena, foi considerado culpado de 17 crimes, entre os quais o uso de arma de destruição em massa com a intenção de matar, assim como de assistir, planear e executar quatro pessoas, três das quais mortas no atentado. A quarta morte foi a de um agente da polícia atingido por tiros dias depois do atentado, durante uma perseguição.

Estas condenações deixam aos jurados duas opções: a pena de morte ou pena perpétua sem direito a liberdade condicional.

"As suas ações fizeram com que ganhasse uma sentença de morte", afirmou o procurador assistente Steve Mellin, dirigindo-se ao júri, na declaração final da acusação, enquanto Tsarnaev se mantinha imóvel, fitando a mesa à sua frente.

Steve Mellin citou uma mensagem que Tsarnaev escreveu, antes de ser preso, na qual este justifica os ataques com as guerras no Iraque e no Afeganistão.

"Sem remorso, sem perdão. Estas foram as palavras de um terrorista convencido que tinha feito o correto. Ele sentiu-se legitimado a matar, mutilar e ferir homens mulheres e crianças inocentes", afirmou.

A defesa, que deverá fazer as alegações finais ainda hoje, reconheceu que o seu cliente participou no atentado, mas que o instigador foi o seu irmão mais velho, Tamerlan, morto durante a perseguição policial ocorrida dias depois.







Lusa
  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • Gato reencontra dono 10 anos depois de ter desaparecido

    Mundo

    A Blue Cross recolheu no mês passado um gato que tinha sido dado como desaparecido em 2008, num altura em que o dono Mark Salisbury residia em Ipswich, Suffolk, no Reino Unido. Graças ao microchip de Harry, a associação britânica que se dedica à proteção animal, conseguiu localizar Salisbury, que agora vive em Gloucestershire.

  • "É a primeira vez que vai ser testado o programa do Nuno Crato"
    0:57

    País

    Os alunos do 11º e 12º anos de escolaridade fazem hoje o exame de matemática, uma das provas mais importantes no acesso à universidade e para a conclusão do ensino obrigatório. No final do secundário, são quase 50 mil os alunos que hoje fazem a prova que acarreta algumas alterações instituídas ainda pelo ex-ministro Nuno Crato, como explicou à SIC Notícias o diretor do Liceu Camões, em Lisboa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes