sicnot

Perfil

Mundo

Três mortos e 865 detidos em mega operação policial na Venezuela

Três mortos e 865 detidas é o balanço provisório da operação policial contra a insegurança nos bairros venezuelanos de San Vicente e El Viñedo, da cidade de Maracay, 100 quilómetros a oeste de Caracas.

Brigada da polícia venezuelana.

Brigada da polícia venezuelana.

© Christian Veron / Reuters

A operação decorreu na quarta-feira com a participação de mais de 2.000 elementos do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas, da Polícia de Arágua e da 42.º Brigada de Infantaria de Paraquedistas.

Segundo fontes policiais, a operação incluiu, várias rusgas e teve lugar na sequência de denúncias da comunidade local e de suspeitas de que, naqueles sítios, residiam os autores de uma série de atentados com explosivos contra as instalações da polícia nas localidades venezuelanas de Villa de Cura e Turmero, ambas a oeste de Caracas.

Os detidos são ainda suspeitos de estarem envolvidos em casos de homicídio, roubo e tráfico ilícito de substâncias estupefacientes e psicotrópicas.

Durante as rusgas, quatro indivíduos foram detidos em flagrante com vários tipos de droga e foram verificados os números de série e os documentos de propriedade de 60 motociclos.

Na Venezuela a insegurança é apontada como uma das principais preocupações dos cidadãos, afetando por igual tanto a cidadãos nacionais como a estrangeiros radicados no país.

Lusa
  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.