sicnot

Perfil

Mundo

Apoiantes do grupo extremista Estado Islâmico executam 23 civis

Apoiantes do grupo extremista Estado Islâmico executaram hoje 23 civis, incluindo nove crianças perto da cidade de Palmyra, Síria, informou um funcionário humanitário.

Dezenas de elementos das Forças Armadas da Síria terão sido capturados pelo Estado Islâmico numa zona desértica (Arquivo Reuters)

Dezenas de elementos das Forças Armadas da Síria terão sido capturados pelo Estado Islâmico numa zona desértica (Arquivo Reuters)

© Omar Sanadiki / Reuters

"O grupo Estado Islâmico executou a tiro 23 civis, incluindo nove crianças, na povoação de Amiriyeh, norte de Tadmor", afirmou o líder do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, Rami Abdel Rahman.

Segundo a mesma fonte, entre as vítimas mortais estavam membros da família de funcionários do governo.

As forças sírias bombardearam hoje posições do grupo extremista na zona da antiga cidade síria de Palmyra, local qualificado como património mundial da humanidade pela UNESCO.

O valor histórico desta zona localizada a cerca de 240 quilómetros a nordeste da capital síria de Damasco é inestimável, porque abriga as ruínas monumentais de uma antiga cidade que chegou a ser um dos mais importantes centros culturais da antiguidade.

A arquitetura da cidade combina as técnicas greco-romanas com as tradições locais e as influências persas, segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Antes do início do conflito na Síria em março de 2011, estas ruínas, um dos seis locais sírios inscritos na lista da UNESCO, eram um dos principais pontos turísticos daquele país.






Lusa
  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.