sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades do Egito enforcam seis pessoas acusadas de terrorismo

As autoridades do Egito enforcaram hoje seis pessoas condenadas por atacar soldados e polícias e por pertencer ao grupo 'jihadista' Ansar Beit, agora chamado Wilaya Sina.

© Asmaa Waguih / Reuters

A aplicação da condenação realizou-se hoje às 05:00 locais (04:00 em Lisboa), depois de um tribunal militar ter decretado a pena capital contra as seis pessoas em outubro do ano passado, segundo informa a agência oficial egípcia Mena.

Os executados foram condenados por assassinar dois oficiais da zona de Arab Sherkes e por atacar um autocarro com soldados, bem como um posto de segurança em Mostorod, acontecimentos que remontam a 2013 e 2014.

O grupo Ansar Beit al-Maqdis, que mudou o seu nome para Wilaya Sina quando jurou lealdade ao autodenominado grupo 'jihadista' Estado Islâmico em finais do ano passado, tem reivindicado os principais atentados cometidos no Egito nos últimos anos.

No sábado, o ex-presidente do Egito Mohamed Morsi e cerca de uma centena de dirigentes da Irmandade Muçulmana foram condenados à morte, devido às fugas da prisão durante a revolta de 2011.

A pena capital está sujeita a um parecer não vinculativo do 'mufti' (jurista que interpreta a lei islâmica) do Egito, antes de ser confirmada ou revogada.

Morsi já tinha sido condenado a 20 anos de prisão, há três semanas, num primeiro processo relacionado com atos de violência.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".