sicnot

Perfil

Mundo

Nepal espera angariar dois mil milhões de dólares para reconstrução

O primeiro-ministro nepalês lançou hoje um apelo visando angariar dois mil milhões de dólares para um fundo de reconstrução do país, devastado por dois violentos sismos que fizeram mais de 8.500 mortos.

© Ahmad Masood / Reuters

"O nosso objetivo é recolher dois mil milhões de dólares. O Governo orçamentou 200 milhões de dólares para criar o fundo e apela aos doadores e ao setor privado para fazerem as suas contribuições", declarou o primeiro-ministro, Sushil Koirala.

O executivo nepalês, no poder há um ano, foi muito criticado por ter demorado a reagir após o sismo de magnitude 7,8 na escala de Richter ocorrido a 25 de abril, seguido de outro de magnitude 7,3, a 12 de maio, que arrasaram as infraestruturas de um país pobre e destruíram milhares de casas.

"A reabilitação e a reconstrução são muito importantes para nós, e esperamos que os nossos amigos venham generosamente em nosso socorro", acrescentou o primeiro-ministro.

Mais de 20 países participaram nas operações de resgate e assistência desde o primeiro sismo, enviando para o Nepal profissionais de saúde e ajuda humanitária.

Mas a ONU anunciou este mês ter recebido apenas 22 milhões de dólares em resposta ao seu apelo para 415 milhões de dólares.

A Cruz Vermelha sublinhou no sábado que está "ainda a trabalhar em modo de emergência absoluta" no Nepal e reviu em alta o seu apelo para donativos, de 35 para 93 milhões de dólares, explicando que o segundo sismo "agravou a situação" dramática desencadeada pelo primeiro.

Várias outras agências humanitárias alertaram também para a situação dos nepaleses, que corre o risco de piorar à medida que se aproxima a época das monções, cujas chuvas torrenciais deverão provocar deslizamentos de terras e isolar ainda mais aldeias. 





Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.