sicnot

Perfil

Mundo

Airbus vai substituir materiais em quatro mil aviões

A Airbus confirmou esta segunda-feira que vai substituir as sondas de ângulo de ataque de cerca de quatro mil aviões A320 e A330-340, com a entrada em vigor de uma nova norma preparada pela Agência Europeia de Segurança Aérea.

A mudança é justificada pela Airbus com as "muito exigentes" medidas de segurança no setor, e não com um real e eminente perigo nos aviões A320 e A330-340. (Arquivo)

A mudança é justificada pela Airbus com as "muito exigentes" medidas de segurança no setor, e não com um real e eminente perigo nos aviões A320 e A330-340. (Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

A alteração dos materiais em causa surge após um incidente ocorrido a 5 de novembro do ano passado num A321 operado pela Lufthansa que fazia um trajeto entre Bilbau, em Espanha, e Munique, na Alemanha, e teve uma queda súbita de 1200 metros em pleno voo.

"Foi o primeiro incidente em 80 milhões de voos", declarou à agência espanhola Efe um porta-voz da Airbus, que confirmou todavia a informação hoje avançada pelo El País sobre as novas normas preparadas pela Agência Europeia de Segurança Aérea.

Para evitar "potenciais problemas", a instituição, com sede em Colónia, na Alemanha, está a preparar uma nova diretiva que vai forçar à mudança das sondas de ângulo de ataque em aproximadamente quatro mil aviões da Airbus.

O funcionamento errado das sondas em causa faz com que o avião mude automaticamente a sua inclinação, tal como aconteceu na viagem de 5 de novembro.

A mudança é justificada pela Airbus com as "muito exigentes" medidas de segurança no setor, e não com um real e eminente perigo nos aviões A320 e A330-340.

Lusa
  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06