sicnot

Perfil

Mundo

Luanda recebe hoje cimeira dos países dos Grandes Lagos, Burundi na agenda

Os chefes de Estado e de Governo dos países da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL) reúnem-se hoje em Luanda numa cimeira extraordinária da organização que vai analisar os conflitos na região, nomeadamente no Burundi. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

Angola preside a esta organização africana desde janeiro de 2014 e a cimeira de hoje foi antecedida, também em Luanda, na semana anterior, por reuniões, separadas, das chefias militares, dos ministros da Defesa e dos chefes da Diplomacia dos países da CIRGL. 

 
 

A par dos conflitos que se arrastam no Sudão do Sul e na República Centro-Africana - prioridades do mandato angolano -, a crise político-militar no Burundi, que viveu um golpe de Estado frustrado, será um dos assuntos em cima da mesa na cimeira, com o chefe da Diplomacia angolana, Georges Chikoti, a reconhecer uma crise de "segurança e humanitária". 

 
 

"Milhares de pessoas inocentes deixaram as suas zonas de origem [no Burundi], os seus haveres, e procuram refúgio em zonas mais seguras, em alguns dos nossos países, passando à condição de deslocados internos ou refugiados, passando por vicissitudes de toda a ordem, como a fome, doenças e traumas difíceis de serem superados", disse o ministro das Relações Exteriores de Angola, na sexta-feira, na reunião de preparação (Diplomacia) desta cimeira. 

 
 

O Burundi vive uma crise política iniciada pela designação do atual presidente como candidato a um terceiro mandato a 26 de abril, o que levou a uma tentativa de golpe de Estado, já condenada por países da CIRGL. 

 
 

Os opositores consideram um terceiro mandato anticonstitucional, mas o tribunal que fiscaliza a aplicação da lei fundamental deu razão ao campo governamental. O argumento é que o primeiro mandato do presidente, iniciado em 2005, não conta dado ele ter sido escolhido pelo parlamento e não por sufrágio direto como em 2010. 

 
 

Além de Angola, a CIRGL integra o Burundi, a República do Congo, Quénia, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia, Uganda e Zâmbia. 

 
 

A cimeira de chefes de Estado e de Governo decorre hoje nos arredores de Luanda, devendo envolver contactos bilaterais entre os representantes dos vários países.



Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.