sicnot

Perfil

Mundo

Homem com múltiplas namoradas detido na China por suspeita de fraude

Um homem chinês que mantinha secretamente 17 namoradas simultâneas foi detido por suspeitas de fraude, divulgou hoje a comunicação social local.

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito. (Arquivo)

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito. (Arquivo)

© Aly Song / Reuters

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito.

Na altura, o homem sofreu ferimentos ligeiros e foi hospitalizado para receber tratamento médico. Após contactadas pela unidade hospitalar, as 17 mulheres foram ao hospital e descobriram que namoravam todas com o mesmo homem. 

Depois da descoberta, as mulheres formaram um grupo na Internet chamado "Aliança pela Vingança" para partilharem os detalhes das respetivas relações. 

Durante essas conversas, as mulheres descobriram que muitas delas tinham dado elevados montantes de dinheiro ao homem.

Algumas mencionaram mesmo que se tratava de uma espécie de "salário" mensal. 

O "Romeu chinês", como foi apelidado pela comunicação social chinesa, chegou a ter um filho com uma das namoradas. 
Lusa
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.