sicnot

Perfil

Mundo

Homem com múltiplas namoradas detido na China por suspeita de fraude

Um homem chinês que mantinha secretamente 17 namoradas simultâneas foi detido por suspeitas de fraude, divulgou hoje a comunicação social local.

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito. (Arquivo)

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito. (Arquivo)

© Aly Song / Reuters

A vida secreta do homem, identificado como Yuan e residente na cidade de Changsha (centro da China), foi revelada em meados de março, depois deste ter sofrido um acidente de trânsito.

Na altura, o homem sofreu ferimentos ligeiros e foi hospitalizado para receber tratamento médico. Após contactadas pela unidade hospitalar, as 17 mulheres foram ao hospital e descobriram que namoravam todas com o mesmo homem. 

Depois da descoberta, as mulheres formaram um grupo na Internet chamado "Aliança pela Vingança" para partilharem os detalhes das respetivas relações. 

Durante essas conversas, as mulheres descobriram que muitas delas tinham dado elevados montantes de dinheiro ao homem.

Algumas mencionaram mesmo que se tratava de uma espécie de "salário" mensal. 

O "Romeu chinês", como foi apelidado pela comunicação social chinesa, chegou a ter um filho com uma das namoradas. 
Lusa
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.