sicnot

Perfil

Mundo

Unicef alerta para dezenas de crianças mortas e violadas no Sudão do Sul

A Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) revelou hoje que dezenas de crianças foram mortas, 12 violadas e outras raptadas, na sequência de uma série de ataques no Sudão do Sul, nas últimas duas semanas.

© Reuters Staff / Reuters

De acordo com a informação divulgada pela Unicef, com base em dezenas de relatos de testemunhas, os ataques ocorreram no Estado de Unity, onde "homens e rapazes armados, vestidos à civil ou com uniformes militares, têm sido responsáveis pela destruição massiva de vidas e bens".

"Algumas pessoas que testemunharam estes atos pensam que os ataques foram levados a cabo por grupos armados alinhados com o Exército Popular de Libertação do Sudão", diz a Unicef.

Na sequência desses ataques, aldeias inteiras foram incendiadas e "muitas mulheres e raparigas foram levadas para serem violadas e mortas -- entre as quais crianças com sete anos de idade", lê-se na nota de imprensa.

Diz a Unicef que, pelo menos, 19 rapazes e sete raparigas forma mortos, enquanto outros foram raptados e recrutados para se juntarem aos combates ou para cuidarem de gado roubado.

Perante estes casos, a Unicef pede que tanto o governo do Sudão do Sul como as forças que se lhe opõe "devem fazer uso de toda a sua influência para proteger as crianças, por fim às violações graves, incluindo a violência sexual, e libertar todas as crianças das forças armadas e grupos associados".

A Unicef estima que 13 mil crianças tenham sido recrutadas e estejam a ser usadas por todas as partes no conflito.


Lusa
  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Erdogan apela ao reconhecimento de Jerusalém Oriental como capital
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28