sicnot

Perfil

Mundo

Unicef alerta para dezenas de crianças mortas e violadas no Sudão do Sul

A Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) revelou hoje que dezenas de crianças foram mortas, 12 violadas e outras raptadas, na sequência de uma série de ataques no Sudão do Sul, nas últimas duas semanas.

© Reuters Staff / Reuters

De acordo com a informação divulgada pela Unicef, com base em dezenas de relatos de testemunhas, os ataques ocorreram no Estado de Unity, onde "homens e rapazes armados, vestidos à civil ou com uniformes militares, têm sido responsáveis pela destruição massiva de vidas e bens".

"Algumas pessoas que testemunharam estes atos pensam que os ataques foram levados a cabo por grupos armados alinhados com o Exército Popular de Libertação do Sudão", diz a Unicef.

Na sequência desses ataques, aldeias inteiras foram incendiadas e "muitas mulheres e raparigas foram levadas para serem violadas e mortas -- entre as quais crianças com sete anos de idade", lê-se na nota de imprensa.

Diz a Unicef que, pelo menos, 19 rapazes e sete raparigas forma mortos, enquanto outros foram raptados e recrutados para se juntarem aos combates ou para cuidarem de gado roubado.

Perante estes casos, a Unicef pede que tanto o governo do Sudão do Sul como as forças que se lhe opõe "devem fazer uso de toda a sua influência para proteger as crianças, por fim às violações graves, incluindo a violência sexual, e libertar todas as crianças das forças armadas e grupos associados".

A Unicef estima que 13 mil crianças tenham sido recrutadas e estejam a ser usadas por todas as partes no conflito.


Lusa
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.